A sueca Pia Sundhage não é mais a treinadora da Seleção Brasileira feminina. Em comunicado na tarde desta quarta-feira (30), a CBF anunciou o desligamento da técnica de 63 anos. O presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Ednaldo Rodrigues, agradeceu Pia e membros da sua comissão técnica pelo trabalho na Canarinho.

“Encerramos a partir de hoje o trabalho de Pia com a CBF. Quero agradecer a ela e a todos aqueles que conviveram e fizeram parte da comissão técnica da Seleção Brasileira Feminina de Futebol, que participou da Copa do Mundo Feminina FIFA 2023 . Pia trouxe também, nesse período de 2019 até aqui, um trabalho que, para a CBF e para o futebol brasileiro como um todo, foi muito importante. Desejamos a ela, em seus novos desafios, todo o sucesso”, disse o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues.

Pia - Convocação da Seleção Feminina Principal para amistosos contra o Canadá, em São Paulo.
Pia Sundhage não é mais a treinadora da Seleção Brasileira feminina – Foto: Thaís Magalhães/CBF

Pia Sundhage estava na Seleção Brasileira desde julho de 2019. Dessa forma, a sueca dirigiu a equipe em 57 jogos, com 34 vitórias, 13 empates e dez derrotas. Ou seja, com 67% de aproveitamento. Aliás, o grande destaque do trabalho de Pia na Seleção foi a conquista da Copa América de 2022em que o Brasil foi campeão invicto, sem sofrer nenhum gol.

A saída de Pia Sundhage faz parte de uma reformulação que a CBF faz na Seleção Brasileira feminina. Anteriormente, nomes da pasta deixaram seus cargos. A supervisora Mayara Bordin e a auxiliar Bia Vaz foram as primeiras. Mudanças também ocorreram no departamento de comunicação.

Nomes no radar

A CBF trabalha com dois nomes para substituir Pia Sundhage. Um é Arthur Elias, do Corinthians. Aliás, ele tem grandes chances de ser o próximo técnico da Canarinho, afinal, é o maior vencedor do futebol feminino brasileiro nos últimos anos.

Além de Arthur Elias, Jonas Urias, da Seleção Brasileira Sub-20, também aparece como possível nome para dirigir a principal. Ele seria o sucessor “natural” de Pia. No entanto, o nome de Arthur Elias aparece como o mais cotado internamente na CBF.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Comentários