O atual bicampeão da Libertadores conquistou pela primeira vez a Recopa Sul-Americana e chegou ao seu oitavo título desde 2015, ano em que passou pela reformulação no departamento de futebol e deu início à parceria com a Crefisa, sua principal patrocinadora. De lá pra cá, o Palmeiras conquistou ao menos um troféu em quase todas as competições disputadas – além das continentais, a lista ainda engloba Brasileirão, Copa do Brasil e Paulistão.

Leila Pereira convive em um ambiente extremo de cobranças no Palmeiras – Reprodução/Instagram Leila Pereira

No período em que constam oito taças levantadas – os únicos anos em branco foram 2017 e 2019 –, quatro foram sob a batuta de Abel Ferreira. O português se tornou o técnico com mais títulos internacionais (três), superando Luiz Felipe Scolari, e ainda entrou no top-5 dos treinadores com mais troféus na história do Palmeiras.

Mas esta Recopa também tem um significado especial para Leila Pereira. Afinal, foi o primeiro título da gestão comandada por ela. Há pouco mais de dois meses na cadeira, a presidente convive com um ambiente de cobrança extremo tanto de torcedores quanto de conselheiros, inclusive da situação. A ausência do tão esperado centroavante que pudesse elevar o patamar do time a tempo do Mundial foi o olho do furacão.

Consolidado o amargo vice-campeonato para o Chelsea, seria possível uma piora do quadro? A resposta é sim.

Mudanças nas pastas de marketing e comunicação corroboraram para que Leila passasse a ser vista como uma líder egocêntrica e de pouca flexibilidade.

Em reuniões recentes com canais de mídia segmentados, encabeçados por torcedores palmeirenses, a presidente reforçou a intenção de manter o quadro atual de funcionários. O diretor de futebol Anderson Barros também se tornou outro foco de insatisfação no clube.

Diante dos rumos desagradáveis deste início de gestão, Leila convocou para esta quinta-feira (3) na sede social do Palmeiras uma reunião com os membros de sua diretoria executiva.

Ainda que a Recopa seja um torneio de menor relevância, será que tal conquista poderá dar fôlego à nova gestão? Façam suas apostas.

*Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jogada10.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Comentários