Jürgen Klinsmann não é mais técnico da Coreia do Sul. A seleção confirmou a saída do alemão nesta sexta-feira (16), após maus resultados na Copa da Ásia. O treinador estava no cargo desde fevereiro de 2023.

“A atitude e a competitividade de Klinsmann como treinador ficaram aquém das expectativas das pessoas e consideramos que isto não melhoraria no futuro. Klinsmann não demonstrou a capacidade de gestão e liderança esperadas de um técnico em áreas que vão da tática e gestão pessoal até a atitude de trabalho. Por isso decidimos mudar a liderança antes das partidas das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2026”, informou, em comunicado, a federação de futebol do país.

Klinsmann assumiu a seleção em fevereiro do ano passado – Jung Yeon-je / AFP

A Coreia do Sul terminou em segundo no Grupo E da Copa da Ásia, com cinco pontos em três partidas. Nas oitavas de final, a vitória veio somente nos pênaltis sobre a Arábia Saudita. Em seguida, nas quartas, os sul-coreanos despacharam a Austrália após vitória por 2 a 1. Contudo, na semifinal, a equipe perdeu por 2 a 0 para a Jordânia.

Assim, Klinsmann não conseguiu o feito de levar a Coreia do Sul ao título da Copa da Ásia, jejum que dura 60 anos sem a conquista. Além da decepção de ficar sem o troféu, o treinador alemão teve que lidar com problemas no elenco na competição continental.

Na véspera da partida diante da Jordânia, os dois principais jogadores do grupo, Heung-min Son e Kang-in Lee, brigaram na concentração após o jantar. O clima na seleção ficou insustentável, culminando com a eliminação na competição.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Comentários