O goleiro Rafael Cabral é alvo constante das críticas dos torcedores do Cruzeiro. Aliás, a eliminação da Copa do Brasil para o Sousa, na última quarta-feira, sobrou para o goleiro as críticas em uma possível falha no lance do primeiro gol.

O arqueiro celeste, no entanto, se defendeu. Ele ressaltou que trabalha e se cobra bastante para tentar melhorar e seguir como principal na meta azul.

Rafael Cabral sofre com as críticas – Foto: Staff Images / Cruzeiro

“Torcedor é paixão. O torcedor pode ter certeza que ninguém é mais duro comigo do que eu mesmo. Sou um cara que me cobro muito, estudo detalhes, treino muito, trabalho demais. Sei que estou longe de ser perfeito, mas sou um cara trabalhador”, disse, em entrevista à Itatiaia, após a vitória em cima do Pouso Alegre.

Aliás, Cabral entende as críticas e encara tudo com normalidade. Ele ressaltou, afinal, que sempre quer seguir focado.

“Sou goleiro, aceito com naturalidade, aceito demais se o torcedor acha que falhei ou não. Estou aqui para trabalhar, dar o meu melhor, honrar a camisa, e no fim do ano bater todas as metas, esse é o nosso objetivo. Vale lembrar que tem dois anos seguidos que somos a melhor defesa do Brasil”, ressaltou.

Time grande tem pressão

Assim, Rafael Cabral acredita que ser pressionado é algo normal em grandes equipes do futebol brasileiro.

“É isso, jogo em time grande, minha vida toda foi assim. Comecei a jogar com 20 anos em um time gigante também. Desde os 20 anos que eu estou acostumado com isso. Sou goleiro, aceito com naturalidade, aceito demais se o torcedor acha que falhei ou não. Estou aqui para trabalhar, dar o meu melhor, honrar a camisa. E no fim do ano bater todas as metas, esse é o nosso objetivo. Vale lembrar que tem dois anos seguidos que somos a melhor defesa do Brasil. A gente continua trabalhando atrás disso. Repito, crítica, elogio, nenhuma delas eu levo para o coração. Sei quem eu sou, tenho que continuar trabalhando muito”, finalizou.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Comentários