O volante Cristian, de 39 anos, revelou à Justiça ter sofrido golpe de parentes no valor de R$ 26 milhões. Na declaração, o ex-jogador de Corinthians e Flamengo, revelou que em 2012 assinou procurações em nomes de familiares para que pudessem administrar os seus bens, pois na época ele atuava no futebol turco.

Veja as últimas notícias do Jogada 10!

Cristian defendeu o Corinthians e o Flamengo no Brasil – Daniel Augusto Jr / Ag. Corinthians

Em 2018, Cristian descobriu que os valores economizados durante a sua carreira não estavam mais nas suas contas bancárias. Segundo o jogador, os familiares fizeram saques, transferências e emitiram cheques, bem como deram imóveis em garantia de empréstimos bancários. O prejuízo está em R$ 26 milhões.

De acordo com o depoimento do atleta, um familiar teria falsificado documentos e assinaturas para conseguir empréstimos. A defesa de Cristian argumenta que o Código Civil impõe a nulidade de negócios jurídicos em virtude de estelionato. O jogador já conseguiu uma vitória no qual a Justiça declarou como nulo um contrato de venda de imóvel na cidade de Bauru por R$ 350 mil.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Comentários