Leven já afirmou que não participará de uma nova eleição – Reprodução/ Instagram

Os rumos da eleição do Vasco estão deixando o candidato à presidência Luiz Roberto Leven Siano completamente desanimado. Apesar de ter sido o mais votado – foram 1.155 votos dos 3.447 sócios que comparecem a São Januário no último sábado -, uma liminar do Superior Tribunal de Justiça anulou os efeitos da eleição 100% presencial. A decisão chegou ao conhecimento público quando restavam pouco menos de duas horas para o encerramento do pleito. Com a nova determinação, a data do pleito voltou para o dia 14, e de forma híbrida (presencial e online).

Bastante insatisfeito com o ocorrido, Leven Siano está buscando que o resultado nas urnas seja validado na Justiça. O advogado, que já havia declarado que não participaria de um novo processo eleitoral, ainda sugeriu um boicote dos torcedores à votação do próximo sábado. Leven assegura que o STJ não tinha competência para tomar a decisão e destacou o não cumprimento do rito para a notificação oficial de suspensão do pleito.

Nas redes sociais, Leven postou uma foto com uma camisa contendo os dizeres “The end of the beginning” (que significa “o fim do começo”) em um tom claro de despedida aos torcedores cruz-maltinos:

“Essa é a minha camisa favorita. THE END OF THE BEGINNING. (O FIM DO COMEÇO). Espelha bem esse momento no qual golpistas que estão no Vasco há anos buscam o poder à revelia da democracia e da vontade do quadro social e dos torcedores. Se unem contra o primeiro Presidente eleito de forma direta na história do clube. O único que apresentou um projeto e que pôs dinheiro do bolso em favor do clube. Sequer para o CT contribuíram. Estão tão cegos e surdos pelo poder que sequer lhes interessam saber ou ver as cartas de fundos bilionários que obtivemos para o clube, graças a equipe executiva, o projeto e o plano de negócios que montamos para o Vasco do futuro com gestão profissional e maximização de seus ativos. Estou muito decepcionado com esses golpistas e impressionado como ainda tem quem consegue apoiar esses caras. Eles são o retrato do Vasco de hoje. Se recusam ao Vasco do futuro porque acham muito para o Vasco porque, na verdade, é muito para o que são. Início neste momento minha despedida de vocês torcedores Vascaínos , com a consciência que lutei, entreguei e trouxe esperança, união e soluções para o clube. Enquanto isso a única coisa que lhes peço pelo bem do Vasco é que esvaziam essa farsa de eleição que os golpistas querem fazer. Mostrem que o Vasco não é deles mas de todos nós! Mostrem que o Vasco é uma família e que vocês não deixarão eles destruírem a nossa família. Digam não a esse golpe. Sócios não se cadastrem para votar. Mesmo os que não votaram em mim sejam mais dignos que seus candidatos que ora se mostram golpistas. Um forte abraço a cada Vascaino. Leven Siano.”

Conforme consta no edital divulgado por Faues Cherene Jasus, o Mussa, presidente da Assembleia Geral do Vasco, a votação poderá ser realizada de forma online no site (https://assembleiavasco.elejaonline.com/) ou na sede do Calabouço no dia 14, no horário das 9h às 22h. No local, haverá cabines com computadores. Para que o sócio possa votar, é necessário a realização de um pré-cadastro online até 10h desta sexta-feira.

Até o momento, apenas dois candidatos confirmaram presença na eleição do próximo sábado: Jorge Salgado (Mais Vasco) e Julio Brant (Sempre Vasco).

Comentários