O futebol feminino dos Estados Unidos está defronte a um escândalo. O técnico Rory Dames, do Chicago Red Stars, foi acusado de abuso sexual por atletas. Entretanto, o caso recebeu pouca atenção da federação de futebol e gerou revolta de craques como Megan Rapinoe, Alex Morgan e Christen Press.

Veja as últimas notícias do futebol internacional

Rory Dames foi acusado de assédio sexual por jogadoras dos Estados Unidos – Tim Nwachukwu/Getty Images

As jogadoras se uniram e escreveram uma carta à presidente da Federação de Futebol dos Estados Unidos, Cindi Parlow Cone, e também ao vice-presidente, Carlos Cordeiro. As atletas criticaram a postura da entidade e solicitaram que a mesma seja mais rigorosa nas investigações contra o treinador Rory Dames.

“A Federação Norte-Americana de Futebol tem a obrigação de defender as suas jogadoras, mas não fez nada em relação aos abusos, que continuaram. Deveria ter imediatamente tirado a licença dos treinadores acusados de agressão. Em vez disso, permitiu que essas pessoas continuassem a exercer (a função). Não garantiram a nossa segurança ou de outras atletas menores que jogam nas equipas de formação”, afirmaram.

O técnico Rory Dames recebeu uma série de denúncias de abuso sexual. O caso foi divulgado pelo “Washington Post”. Ele recebeu denúncias de casos ocorridos em 1998 e também em 2018. Além dele, recentemente, o treinador Paul Rilley, ex-Portland Thorns, foi acusado de agressão sexual pelas jogadoras Sinead Farrelly e Man Shim.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Comentários