O Santos venceu o Real Ariquemes na tarde desta segunda-feira (12), por 3 a 0, pela última rodada da primeira fase do Brasileirão Feminino, mas não entrou em campo. Isso aconteceu porque as jogadoras do time rondoniense, em protesto, se recusaram a entrar no gramado para fazer a despedida da equipe da elite do futebol nacional.

Segundo a zagueira Gabi Lira, ao “SporTV”, o motivo para a atitude das jogadores do Real Ariquemes são os salários atrasados.

“Na verdade, agora estamos com dois meses de salários (atrasados), né?! A nossa briga é pela modalidade. Hoje não entramos em campo por não termos o salário, mas para que a gente possa deixar de alguma maneira um pontinho positivo para que as próximas gerações saibam que o futebol feminino tem direitos”, disse Gabi Lira.

Após a notícia de que o jogo não aconteceria, as Sereias da Vila aproveitaram a disponibilidade do gramado e treinaram no local.

Jogadoras do Santos treinam após WO do Real Ariquemes – Foto: Divulgação/Sereias da Vila Santos FC

Com apenas nove pontos, o Real Ariquemes chegou à última rodada já rebaixado e na penúltima colocação. A equipe venceu apenas Avaí Kindermann, Bahia e Ceará durante o torneio.

Com a vitória por WO, o Santos chegou aos 32 pontos e garantiu o quarto lugar na tabela de classificação. O Flamengo será o adversário nas quartas de final.

Os jogos das quartas de final do Brasileirão feminino

Corinthians x Cruzeiro
Palmeiras x São Paulo
Ferroviária x Internacional
Santos x Flamengo

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Comentários