Após o sucesso nos quatro jogos no Botafogo, Cláudio Caçapa terá sua primeira chance como técnico efetivo. O empresário John Textor gostou tanto do resultado que demitiu a comissão técnica de seu outro clube, o RWD Molenbeek, da Bélgica, para levar o ex-interino alvinegro, que tinha contrato como auxiliar do Lyon. Aliás, fez isso a uma semana do início do Liga Belga.

Textor, acionista majoritário da SAF alvinegra, explicou sua decisão baseada em um planejamento para o futuro. O comandante anterior, Vincent Euvrard, conquistou o acesso à elite, mas acabou ficando sem emprego depois de três temporadas.

Cláudio Caçapa vai trabalhar no terceiro clube de John Textor em menos de um mês – Foto: Vitor Silva/Botafogo

“Hoje tomamos uma difícil decisão de nos separar de Vincent e de vários membros da sua esquipe. Embora nossa decisão tenha considerado sua forte liderança em nosso clube nas últimas temporadas, ela também está olhando para o futuro, no qual nosso objetivo é construir as bases para o sucesso contínuo na primeira divisão e, posteriormente, na Europa”, postou o norte-americano.

Dois botafoguenses no elenco

Assim, curiosamente, Caçapa vai trabalhar no terceiro clube vinculado a Eagle Football em menos de um mês. E ainda terá dois jogadores emprestados pelo Botafogo no elenco. O volante Kayque e o zagueiro Luis Segovia estarão no Molenbeek. O equatoriano, no entanto, ainda depende do visto para viajar para a Bélgica. Por isso, permanece integrado ao grupo do português Bruno Lage.

O ex-zagueiro se aposentou em 2013 e, há oito anos, era auxiliar no Lyon. Por conta disso, fala francês fluentemente e não terá a barreira do idioma. Em sua última equipe, apesar da boa avaliação, não conquistou títulos.

Caçapa na época do Lyon, onde ficou por sete anos como auxiliar – Damien LG/OL

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Comentários